Arte Social, a semente germinada.


Fiz a faculdade de Artes porque não podia cursar Psicologia em período integral, e como já desenhava desde criança pareceu boa escolha. De fato o que me aproximava da Psicologia era tentar entender o "Ser" humano, e o que me afastava da Arte era não compreender uma Arte elitista e não ativista no sentido humanitário.

O destino nos leva pelos caminhos necessários quando estamos em movimento, pois é através da Arte que mais consigo compreender o "Ser" humano, a expressão criativa (criadora divina) de que nós somos capazes.

As Artes Visuais me fizeram compreender artistas e a Arte no tempo, e perceber que minha busca era a "Arte Social", e além disso, era o que Joseph Beuys desenvolveu como "Escultura Social". A Arte capaz de mudar a realidade de mundo!

A Arte é o "brincar" adulto, pois gosto de dizer que a criança brinca de "verdade", brinca para se autodesenvolver.

A expressão criadora humana é o que nos ilumina de dentro pra fora. E esse iluminar de dentro para fora, penetra o dentro de todos.

A Arte é o sopro divino em todos nós, artistas natos, seres humanos.

Quando tudo nos faltar, a Arte nos reconecta, tão poderosa quanto uma prece. Porque a Arte fala das entranhas humanas, na luta árdua de permanecermos humanos.


"Faz escuro mas eu canto,

porque a manhã vai chegar."


Thiago de Mello


"Não existe meio mais seguro para fugir do mundo do que a arte, e não há forma mais segura de se unir a ele do que a arte."


Johann Goethe

98 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo