Autoria x protagonismo

Ação requer coragem! Porque agir não tem garantia de acerto. Protagonismo requer antes de tudo coragem de errar, quem não aceita ser errante, normalmente calcula tanto as ações que se limita em seu próprio desenvolvimento.

Existem obviamente pontos de ação, onde o risco precisa ser meticulosamente calculado, quando existe uma fragilidade no organismo, seja humano ou social, para estes casos, não somente ponderar a ação, mas é preciso mapear causas de tais fragilidades que se manifestam.

O ponto importante do protagonismo, que difere de autoria, é que o foco é o servir ao organismo social, é mobilizar para mudanças. Somos protagonistas porque assumimos riscos dos erros, e não porque só almejamos autoria, pelo contrário. Autoria quer seu reconhecimento, seu status, seu nome evidenciado em um espaço de autor.

O quanto ser autor pode ser benéfico ao protagonismo? E quando é preciso assumir uma autoria, para se responsabilizar pelas consequências de suas ações no Social? Que podem ser louros de reconhecimento ou um feedback de que algo precisa ser ajustado. E tudo isso fala do todo, fala de organismo social, não fala de autores em si. Porque a obra não é o autor. Quando a obra fica menor que o autor, ela se perde no todo. Quando o protagonismo fica maior que o social, ele se perde do todo.


15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo